• O Violoncelo

    Chorai arcadas
    Do violoncelo!
    Convulsionadas, Pontes aladas
    De pesadelo…
    De que esvoaçam,
    Brancos, os arcos…
    Por baixo passam,
    Se despedaçam,
    No rio, os barcos.
    Fundas, soluçam
    Caudais de choro…
    Que ruínas, (ouçam)!
    Se se debruçam,
    Que sorvedouro!…
    Trêmulos astros,
    Soidões lacustres…
    Lemes e mastros…
    E os alabastros

    Dos balaústres!
    Urnas quebradas!
    Blocos de gelo…
    Chorai arcadas,
    Despedaçadas,
    Do violoncelo.

    Camilo Pessanha, in ‘Clepsidra’

  • Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

    Junte-se a 558 outros seguidores

  • postagens

    novembro 2010
    S T Q Q S S D
    « out   jan »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930  
  • Saibam vocês

  • Últimas do Instagram

    Mais um pouco e seremos nós a apagar as luzes mas vamos lá #clubedafé #comoeuteamotricolor #morumbi #estacaodaluz Andorinhas voltando #aveiro #aveiro Janela da Jula #retrato #achadosdasemana #tatuapé #cptm #marrakech #maroc #souk #jornalistasdeimagens #achadosdasemana

0007 – Songs for Swingin’ Lovers – Sinatra

Alguns meses após minha chegada, tive que sair um busca de um barbeiro para o incumbi-lo de dar um jeito nos meus, cada vez mais escassos mas honrados, fios de cabelo.

A Milena provavelmente irá dizer que estou exagerando, e que ainda tenho muito tempo de cabelo util, mas ambos sabemos que isso é uma questão de tempo. Quem será que está certo? Eu por reduzir a Mata Atlântica a um Ibirapuera ou ela por não dar a devida importância ao desmatamento amazônico?

Bom, minha futura total calvice não tem nada a ver com o tema central deste post. Apenas um último comentário: como os portugueses têm cabelo!! Seja velho, seja moço a fartura é impressionante, de causar inveja a qualquer Maria Bethânia e Martha Argerich. Fico até meio constrangido no meio de tanto “Zé Cabeleira”, meu consolo é que quando voltar a São Paulo reencontrarei muitos companheiros de partido (Xuxa – o rei, Tosta, Flávio, meu irmão – o príncipe, e tantos outros…).

Pois bem, Geraldo é um capixaba de fala mansa – conta a todos que dizem que são de São Paulo os últimos dias de sua querida mãezinha no hospital das Clínicas, a única experiência na capital paulista – que divide um salão no centro da cidade, desses bem tradicionais (me lembra muito um que ia nos tempos de UNESP, na rua Bom Pastor) com um senhor muito engraçado que adora provocar seus clientes mais antigos com questões sobre o Beira-Mar, e corta os cabelos com um capricho e cuidado que nunca vi igual.

Para passar uma simples máquina n4, coisa que o Boituva, segundo meu irmão o maior escalpelador de nucas de Tatuí, ou qualquer outro atendente destes salões de São Paulo que cortam cabelo com um esmero igual ao amor que minha avó tem por caça submarina, faria em poucos minutos, ele levou algo em torno de uma hora e quinze, isso porque, como já disse, meu telhado está bem “manco”. Depois de passar, repassar e trespassar a máquina ele ainda conseguiu usar uns não sei quantos tipos de tesouras e pentes para acabentos e detalhes que meus ignorantes e insensíveis olhos não puderam perceber, mas sei que foram imprescindíveis para o “Uau, você está um arraso!” que ouvi ao chegar em casa.

E é exatamente isso que achei deste disco: que ele foi feito com o máximo de cuidado e carinho, mesmo porque pelo que entendi, ele estava precisando resgatar seu público. E garanto que muita gente após ouvir essa delícia – que certamente  meus ouvidos “daltônicos” deixam passar reto muita coisa que merecia ser apreciada mas por mais que insista eles se recusam a compreender – olhou profundamente para o vinil e disse: “Uau, você está um arraso!!”

E viva o Geraldo!

Anúncios

9 Respostas

  1. Grande Gabriel, até me ofendi agora! Você esqueceu de me pôr na lista de conhecidos com uma vasta área de coisa alguma sobre a cabeça…. rsrsrsrs…. Por favor, tenho uma careca respeitável…. hehehe…..

    Como vocês estão? Abraços da colônia!

    T.

    • Ei Ticiano, tudo bem?

      Que coisa boa ver que entraste aqui. (entraste??? nossa, daqui a pouco estarei falando que nem o povo daqui!) rsrs
      Estamos muito bem, graças a Deus. O segundo ano, como todos haviam informado, é bem mais tranquilo, temos mais tempo para estudar – e preparar o trabalho final. Até arrumamos emprego!rsrs
      Agora, quanto sua ausência na lista, o Pepe certa vez disse que ele foi o melhor jogador do Santos de todos os tempos, pois, segundo ele, Pelé não podia entrar nesta lista por ser uma espécie de entidade superior, impossível de se comparar com eles, jogadores mortais. Pois bem, esse é o motivo. rsrsrsrs
      Abração

      • Hahaha…. Só se for entidade superior dos carecas…. rsrsrs…. Fico feliz por vocês! Muito sucesso, muito trabalho e muito progresso pra vocês aí em terras lusitanas!

        Eu agora estou em Maringá, na UEM. Quando estiverem no Brasil, e se um dia por acaso quiserem passear por aqui, já estão convidados!

        Lembranças à Milena!

        Abraços pros dois!
        T.

  2. Gabriel,
    Demorou quase dois meses. Mas valeu a pena. Este texto está um arraso!
    Deise

  3. Notifique-me

  4. Adorei!!
    E de fato vc ficou um arraso!!!! Como sempre!!
    Beijinhos

  5. é… a genética lusa nos abandonou.
    Borges é da onde msm???
    sua irmã me levou cortar cabelo na augusta!!! o cara disse: é, não tem jeito. a melhor opção é deixar essa parte maior, pra ela cobrir o que falta!
    to seguindo, mas precisava, no mínimo, me igualar ao chico cesar, pra surtir efeito.
    quando saio na rua com meu filá…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: