• O Violoncelo

    Chorai arcadas
    Do violoncelo!
    Convulsionadas, Pontes aladas
    De pesadelo…
    De que esvoaçam,
    Brancos, os arcos…
    Por baixo passam,
    Se despedaçam,
    No rio, os barcos.
    Fundas, soluçam
    Caudais de choro…
    Que ruínas, (ouçam)!
    Se se debruçam,
    Que sorvedouro!…
    Trêmulos astros,
    Soidões lacustres…
    Lemes e mastros…
    E os alabastros

    Dos balaústres!
    Urnas quebradas!
    Blocos de gelo…
    Chorai arcadas,
    Despedaçadas,
    Do violoncelo.

    Camilo Pessanha, in ‘Clepsidra’

  • Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

    Junte-se a 558 outros seguidores

  • postagens

    setembro 2017
    S T Q Q S S D
    « ago    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Saibam vocês

  • Últimas do Instagram

    #metrô #subway #barrafunda #tvminuto Mais um pouco e seremos nós a apagar as luzes mas vamos lá #clubedafé #comoeuteamotricolor #morumbi

Para o velho Saliba

 

Pelas minhas contas seriam 93, já pelas dele…uns98!!

Saudades

Anúncios

Para cellistas

Ouvi essa no master class de hoje e achei uma ótima definição:

“Crescer no arco pra cima e decrescer no arco pra baixo, é o cartão de entrada para o clube dos maus violoncelistas”  Romain Garioud

Conversando no bar

o Sacha

Menina da ria

Homenagem de Caetano Veloso a Aveiro

Francis Hime e Orquestra Experimental

estou ali na primeira estante!!

Bach – Sala São Paulo

%d blogueiros gostam disto: